"Em geral, nove décimos da nossa felicidade baseiam-se exclusivamente na saúde. Com ela, tudo se transforma em fonte de prazer."

Arthur Schopenhauer





Untitled Document

Doenças alérgicas

Dermatite de Contato

É uma resposta inflamatória na pele resultante da exposição desta à substâncias presentes no ambiente. Tais substâncias podem agir como irritantes (mecanismo não-alérgico) ou como sensibilizantes (mecanismo alérgico). Pode ocorrer em qualquer idade, sendo mais freqüente em adultos. Rara na criança, nos idosos e na raça negra.  

O poder alergizante está relacionado ao baixo peso molecular da substância e da sua capacidade de se combinar a proteínas existentes na pele. Além disso, a industrialização tem aumentado a exposição a diversos produtos químicos e poluentes, propiciando assim o aumento de casos de dermatite de contato.  

Fatores Desencadeantes  

1. Estado físico da substância: substâncias fluidas e pastosas são mais capazes de provocar alergia.  

2. Alcalinidade da pele: a alcalinidade aumenta a sensibilização.  

3. Capacidade reacional individual: algumas pessoas sensibilizam-se mais do que outras.  

4. Integridade da pele: as substâncias penetram com maior facilidade na pele lesada.  

5. Local de exposição: dermatite de contato é mais freqüente nos locais onde a pele é mais fina.  

6. pH cutâneo: fatores que levam a alterações no pH da pele, tornando-a mais alcalina ou ácida podem aumentar a sensibilização, v.g., os sabões e detergentes alcalinos são capazes de alterar o pH da pele.  

7. Tempo de exposição: algumas substâncias necessitam de mínima exposição para sensibilizar, outras requerem exposição continua e prolongada.  

8. Temperatura ambiente: a transpiração provoca diluição dos alérgenos que entram em contato com a pele facilitando a sensibilização.  

9. Pressão e atrito: provocam maior contato da substância com a pele, facilitando a sensibilização, v.g., na alergia causada pelo sapato, as lesões surgem na face externa (dorso dos pés), onde o contato é maior.  

Tipos de Dermatite de Contato  

a) Dermatite de Contato aos Cosméticos  

b) Dermatite de Contato aos Medicamentos - próprio medicamento (princípio ativo) ou veículos e conservantes neles presentes.  

c) Dermatite de Contato aos Metais - níquel e o cromo.  

d) Dermatite de Contato aos Plásticos, Colas e Borrachas  

e) Dermatite de Contato aos Corantes - alimentos, medicamentos, cosméticos e vestuários.  

f) Dermatite de Contato a tintas e vernizes - corantes, resinas e solventes.  

g) Dermatite de Contato aos Tecidos  

h) Dermatite de Contato aos Couros  

i) Dermatite de Contato pelos Calçados  

Diagnóstico  

Realizado através de uma anamnese minuciosa, exame físico (observação do aspecto e do local da lesão) e testes de contato.  

Tratamento  

Consiste em afastar o paciente do agente causador, bem como fazer uso de medicamentos específicos.

Alergia AlimentarAlérgenos InaláveisAlergia ao LátexAlergia a MedicamentosAlergia a Picada de InsetosAsma BrônquicaDermatite AtópicaDermatite de ContatoOutras DoençasRinite AlérgicaUrticária

Clínica Paulista de Alergia

Rua Marquês de Itú, 266 - Cj 22 - São Paulo/SP - Tel: 3333-0802 / 3333-6295 / 3333-2381

Todos os Direitos Reservados - 2008